terça-feira, 26 de abril de 2016

O Tanque de Betesda

Essa passagem tem sido assunto de muita discussão teológica através dos séculos e de muita controvérsia. Mas a despeito de tudo isso, um fato é inegável e de consenso entre todos os que discutem esse episódio: A Graça e a Misericórdia do Senhor Jesus sendo derramada sobre a vida do homem necessitado...
            Quando lemos essa passagem, percebemos Jesus vindo de dois episódios distintos, onde no primeiro Ele vai ao encontro da mulher samaritana, e concede a ela uma das maiores revelações espirituais que conhecemos, que importa que os verdadeiros adoradores adorem ao Pai em espírito e em verdade, e ainda diz a ela que aquele que crer nele, e beber da água que Ele dá, nunca mais terá sede, pois essa água se fará nele uma fonte a jorrar para a vida eterna, e naquela conversa, aquela mulher é transformada, de uma pessoa que talvez não tivesse mais uma perspectiva de futuro ela se transformou numa missionária que levou essa água á sua cidade e todos puderam conhecer a Jesus através da vida dela, e alcançaram misericórdia. O segundo episódio, Jesus está na Galiléia, e um homem vem, desesperadamente ao seu encontro, pois seu filho estava a beira da morte em sua casa, na cidade de Cafarnaum, e clamava a Jesus para que fosse com ele, mas Jesus, diz a ele: Vai, o teu filho vive... e aquele menino foi curado naquele mesmo instante, mas aquele homem, ao receber essa palavra, virou as suas costas e saiu correndo, deixando claro que ele não queria aquela fonte que jorrava para a vida eterna, que é fonte de salvação.
            Passado esses dois episódios, Jesus chega a Jerusalém, e João não faz referência a que festa seria essa, mas vemos curiosamente, que Ele passa pelo Tanque de Betesda, que significa, Casa da Misericórdia, mas a realidade vivida por aqueles que ali estavam, era bem diferente do nome, pois havia ali uma certa disputa pelo momento certo. Os que ali estavam eram enfermos dos mais variados, cegos, paralíticos, surdos, mudos, leprosos e tantos outros acometidos de tantas enfermidades, mas que estavam ali disputando o momento, que criam eles, que um anjo vinha e agitava a água e o primeiro que conseguisse estar no momento certo recebia a cura. Quantas vezes aquela água se agitava?
            Um fato curioso chamou a atenção de Jesus naquela cena, pois um homem, que sofria há 38 anos de uma paralisia nas pernas, não levava vantagem alguma na acirrada corrida para as águas agitadas, e dia após dia, via sua oportunidade ir embora em meio aquele tumulto generalizado das massas que se espremiam.
            Ao ser abordado, o homem estava tão focado no seu problema, que não percebeu a pergunta do Senhor Jesus para ele: “Queres ficar são”? E a resposta desse homem para Jesus foi: “...Não tenho ninguém...” “...enquanto eu vou, outro chega antes...” e não percebe nem quem estava falando com ele, e o que Ele oferecia. Quantas vezes nós estamos como esse homem, deixando que nossos problemas nos sufoquem, atravessem dias, anos, e até mesmo décadas como no caso desse homem? Convivemos tanto com algum problema ou uma série de dificuldades que acabam por fazer parte da nossa vida, ao ponto de nos levar a encarar somente as dificuldades que temos, e nos fazem queixarmos de tudo e de todos. Esse homem estava no lugar correto, humanamente falando, era a Casa da Misericórdia, o Tanque de Betesda, era em Jerusalém, o que tinha de errado então, que as coisas não estavam dando certo? Nós estamos muitas vezes, apegados a lugares, e acreditamos que algum mover de águas agitadas podem ser a solução dos nossos problemas, mas como Jesus olhou para aquele homem e disse: Queres ficar são? Você quer ser curado? Hoje também Ele vem repetindo desde então, e faz essa pergunta para mim e para você: Você quer ser curado? Você quer ficar são? E antes de respondermos a pergunta de Jesus vamos considerar o que aquele homem desprezou: A Graça!!!
            Diz o texto sagrado que no tanque de Betesda havia cinco alpendres, cinco na numerologia bíblica é o número da graça. A graça é o grande favor de Deus revelado para com a humanidade pobre e desvalida. Segundo os eruditos, a palavra graça, aparece 323 vezes no texto sagrado. A palavra graça, no sentido lato, significa: Favor imerecido. Graça, no hebraico, é "chen". Este termo aparece com frequência no antigo testamento. Significa curvar-se, abaixar-se, com a conotação de favor imerecido ou a condescendência de um ser superior por alguém inferior em valor e poder. A graça, é Jesus. Esta graça se manifesta de maneira multiforme, dependendo da necessidade e da ocasião. 

            O alpendre, ou marquise, é um tipo de varanda que estabelece uma graduação bastante marcada entre os espaços interiores e exteriores de uma residência, protegendo-a da incidência direta da radiação solar  e da chuva. Normalmente é entendido como uma faixa pavimentada sobre a qual avança o beiral do telhado que cobre a casa. Uma varanda.

Podemos aqui conjecturar, e dizer que aquele homem ignorou os 5 alpendres da Graça:

O ALPENDRE DA MISERICÓRDIA.
O ALPENDRE DA PROVISÃO.
O ALPENDRE DA LIBERTAÇÃO.
O ALPENDRE DA CURA.
O ALPENDRE DA SALVAÇÃO. 

Mas mesmo assim, Jesus estava ali para cumprir o Seu propósito, e derramar a Sua Graça, porque a história não faz um registro como fez no caso da mulher samaritana, a respeito desse homem, pois mesmo depois de ser curado ele não entendeu a profecia de Jesus sobre a vida dele, pois a Graça não cura só fisicamente, mas também a alma e garante a salvação, e a ordem de Jesus para ele foi:
Levanta-te, toma a tua cama e anda!!! De fato ele levantou, tomou a sua cama e saiu andando, mas foi dar conta do que estava realmente acontecendo quando alguém lhe perguntou porquê estava carregando a cama num dia de sábado, e ele não soube dizer nem porquê estava andando, o porquê esttava carregando aquela cama num sábado e o pior, nem quem tinha falado pra ele sair andando. Tem muita gente por aí hoje em dia como esse homem, receberam o milagre, e estão vagando por aí, presos na religiosidade, sem saber realmente quem é o Deus a quem estão servindo, preocupados com agito das águas, com o alvoroço da multidão, com a religiosidade e estão perdendo a chance de obedecer a voz do Mestre dizendo: Ei você? Eu to querendo te dar uma água que você não vai ter sede, mas vai começar a jorrar dentro de você, e vai começar a saltar para a vida eterna!!! Por isso Ele está dizendo:
LEVANTA-TE – tem muita gente que está precisando se levantar, se levantar quer dizer renovar, reviver. Se levantar significa obedecer a ordem do comandante, é estar em posição de receber um comando, uma missão!!!!
TOMAR – Tomar é o verbo grego AIRÓ que significa remover, erguer, levantar os olhos, ou seja, tomar uma atitude de receber a GRAÇA e o favor do Senhor Jesus para transformar a vida por completo.
ANDAR – Sair da inércia, quantas pessoas estão paradas, como aquele homem, porque alguém perguntou pra ele porque era sábado, e por isso ele resolveu parar. Não, aquele homem, deveria sair correndo atrás daquele que o havia curado, depois de sofrer 38 anos, se ajoelhar e se prostrar diante Dele, e O agradecer pela bênção, pelo milagre, pela vitória. É momento de começarmos a andar para demonstrar ao mundo que EXISTE UM RIO, CUJAS CORRENTES ALEGRAM A CIDADE DE DEUS, O SANTUÁRIO DAS MORADAS DO ALTÍSSIMO, DEUS ESTÁ NO MEIO DELA, NÃO SERÁ ABALADA, DEUS A AJUDARÁ AO ROMPER DA MANHÃ....

Deus abençoe a sua vida através dessa palavra!!! #EuToNaFé

Pastor Fernando Favoretto